fbpx

Produtividade com assertividade

Atualmente, a comunicação – o que dizemos e como dizemos – é um fator determinante no que diz respeito ao sucesso ou insucesso. Esta competência não é inata e por isso, os grandes líderes governamentais, da indústria e da educação recebem formação para melhorar as suas capacidades de comunicar eficazmente com os outros.

Ao melhorar a capacidade de comunicar, pode apresentar com mais eficácia as suas ideias, aos seus colaboradores, colegas, chefe, clientes, família ou amigos. Uma reunião poderá ganhar dinâmica e ser mais lucrativa, mais inspiradora, com  motivação extra para cumprir prazos e ultrapassar objetivos.

Como nem todos comunicamos da mesma forma e as características de personalidade e comportamento são diferentes, será determinante saber qual o seu estilo de comunicação dominante e trabalhar os aspetos que podem melhorar resultados. 

Quantas vezes já lhe aconteceu dar instruções pormenorizadas, explicar um conceito, descrever procedimentos, parece que foi tudo entendido e mais tarde percebe que afinal não foi compreendido?

Compreender o que foi comunicado é um critério básico de boa comunicação, mas deve igualmente ser aceite pela outra parte. 

 No contexto de uma empresa, a comunicação assertiva contribui para a redução de conflitos e aumento da produtividade.

A redução de conflitos e melhoria do clima organizacional ocorrem porque as pessoas são sempre tratadas com empatia e respeito, mesmo quando é hora de cobrar resultados ou dar um feedback corretivo, por exemplo.

Toda a equipa fica mais alinhada, motivada e comprometida com os objetivos gerais da empresa

Comunicar de forma assertiva é uma competência indispensável para ser um  líder de sucesso.

Pode ser desenvolvida e melhorada, assim como a própria liderança.

Já parou para refletir e analisar a forma como comunica?

A forma de se expressar é predominantemente passiva, agressiva ou assertiva?

Atitudes na Base da Comunicação Assertiva:

Empatia – consiste na capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, procurando compreendê-lo, e pressupõe uma boa capacidade de escuta, bem como uma capacidade de descentração da nossa pessoa.

Adaptabilidade – pressupõe que o comunicador assertivo é aquele que é capaz de se colocar à altura do seu interlocutor (ex. se estamos a falar com crianças ou adultos, se estamos a falar com um familiar ou com um desconhecido).

Autocontrolo – é a nossa capacidade de controlar os nossos sentimentos e emoções negativas de modo a não interferir na relação com o outro.

Tolerância à frustração – relaciona-se com a nossa resistência aos aspetos mais negativos da nossa vida. Nas nossas relações interpessoais é a capacidade de gerir as tensões e conflitos.

Sociabilidade – um comunicador assertivo deve ter prazer em comunicar e relacionar-se com os outros.

 

Benefícios do comportamento assertivo:

  • Lidar com os confrontos com mais facilidade e satisfação;
  • Sentir menos stresse;
  • Adquirir maior confiança;
  • Agir com mais tacto;
  • Melhorar sua imagem e credibilidade;
  • Expressar o seu desacordo de modo convincente, mas sem prejudicar o relacionamento;
  • Resistir às tentativas de manipulação, ameaças, chantagem emocional, bajulação, etc;
  • Sentir-se melhor e fazer com que os outros também se sintam melhor.

Há quatro fatores que agem, quer sobre o emissor quer sobre o recetor, influenciando o seu comportamento comunicativo, os objetivos da comunicação e a mensagem:

  • Habilidades na comunicação
  • Atitudes (para consigo, para com o assunto, para com os outros)
  • Nível de conhecimentos (não se comunica aquilo que não se sabe)
  • Sistema sócio cultural (pessoas de diferentes classes sociais, comunicam de maneira diferente)

 

Colaboradores que trabalham com gestores que usam um estilo de comunicação interpessoal assertivo  sentem-se mais apoiados. Além disso, essa perceção de apoio aumenta a satisfação com a comunicação e a confiança na organização o que, em contrapartida, reduz o absentismo e melhora o desempenho no trabalho.

Comunicação assertiva e produtividade 

Embora o trabalho remoto tenha muitos benefícios, uma desvantagem significativa é o acesso reduzido a sinais visuais essenciais para a comunicação, como expressões faciais, linguagem corporal e tom de voz. A falta de informação pode levar a erros de comunicação e conflitos. Torna-se ainda mais relevante a observação, o acompanhamento e as conversas regulares.

Em alguns países e empresas com experiência e prática de trabalho remoto já foram identificados alguns factos relacionados com o trabalho remoto.

As pessoas que trabalham em casa são mais propensas a relatar que se sentiram deixadas de lado ou evitadas pelos colegas. Trabalhadores remotos também tiveram mais dificuldade em resolver conflitos do que quem trabalhava no escritório. 

 

Felizmente, há muitas coisas que você pode fazer para reverter esses efeitos negativos e gerir melhor a sua equipa remota, incluindo:

  • Fazer reuniões individuais regularmente: Ter um tempo individual, mesmo que virtualmente, com os seus colaboradores diretos pode ajudá-los a sentirem-se vistos e ouvidos. Isso permite que você resolva qualquer assunto diretamente além de oferecer o apoio que eles precisam.
  • Reuniões gerais: reunir toda a organização  num único espaço online pode aumentar o alinhamento, especialmente quando as coisas parecem instáveis ou fragmentadas. Essa é a sua oportunidade  de celebrar as conquistas, ver os próximos passos, ouvir as atualizações de cada departamento e de vocês se conectarem enquanto organização.
  • Espaço de trabalho online compartilhado: ferramentas online de gestão de projetos como o Trello, Airtable ou outra é essencial para manter todos na sua equipa informados sobre as tarefas, progresso dos projetos e prazos.
  • Atividades de team building: clube do livro, quizzes, noite de jogos, momento café/chá/sobremesa virtual. 

O excesso de comunicação durante uma crise é importante para todas as equipas, mas é especialmente importante para aquelas que não se encontram presencialmente. Ao implementar os processos apresentados anteriormente, pode garantir um melhor fluxo de comunicação.

Mantenha-se flexível ao avaliar os estilos de comunicação no ambiente de trabalho dos membros da sua equipa. Nem todos comunicam da mesma forma em todos os momentos. As circunstâncias/contexto, estado emocional influenciam o estilo de comunicação.

Com a identificação adequada dos comportamentos indesejados e uma orientação da gestão, os colaboradores podem aprender a exprimir-se melhor.

Em tempos difíceis, os gestores podem dar apoio modelando o comportamento assertivo, trazendo paz e estabilidade para as suas equipas em momentos de incertezas.

Como pode um líder impulsionar o envolvimento e a produtividade das equipas diante dessas questões?

Não há uma resposta simples, mas existe um caminho, que é descobrir com qual nível de conforto ou desconforto os indivíduos realizam as atividades do dia a dia, o que pode ser feito por meio do uso de ferramentas de análises preditivas. 

Perfil pessoal e formas de comunicar

A Análise de Perfil Pessoal (PPA) é uma delas, e a sua base está na Teoria DISC (Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade), que mede as preferências comportamentais e de comunicação das pessoas. Por meio dela, o estilo de trabalho de cada profissional é mapeado em três gráficos: como espera ser percebido pelos outros, comportamento sob pressão e autoimagem.

Os gráficos mostram diferentes formas de comunicação e quais são as mais eficientes para cada tipo de profissional. Por exemplo, para um indivíduo que mostra ter Alta Dominância, a comunicação deve ser breve, pois ele geralmente está envolvido em muitas atividades ao mesmo tempo. Esse profissional normalmente visualiza um quadro geral e é mais focado em resultados do que em tarefas menores.

Já quem tem Alta Influência geralmente é mais expansivo, fala rapidamente e gosta de contar histórias, preferindo comunicar verbalmente. Quem tem Alta Estabilidade geralmente é um bom ouvinte, considerando sempre as necessidades dos outros. Por último, a pessoa com Alta Conformidade concentra-se mais nos factos e detalhes do que no quadro geral. Normalmente avessos a conflitos, são pessoas muito assertivas na sua área de especialização.

Após entender os diferentes tipos de comunicação das pessoas, os líderes podem adaptar a forma como irão pedir ou cobrar resultados dos diferentes profissionais da sua equipa durante o trabalho remoto, procurando formas de garantir a produtividade deles.

Personalidade e produtividade

  • Indivíduos com Alta Dominância – Adapte os seus objetivos e métricas de desempenho para refletir a nova realidade do trabalho remoto. Isso dará a sensação de sucesso em relação a um novo conjunto de metas que eles têm o poder de alcançar.
  • Indivíduos com Alta Influência – Ofereça oportunidades para que eles interajam com o maior número possível de pessoas on-line – por exemplo, através de seminários online, videoconferências ou publicações regulares num tópico de interesse.
  • Indivíduos com Alta Estabilidade – Promova fóruns de comunicação acessíveis a todos e permita que as pessoas colaborem com o seu grupo de colegas, ajudando nessa conexão à  distância.
  • Indivíduos com Alta Conformidade – Envolva-os na definição de novos processos que refletem o trabalho remoto na sua equipa ou departamento. Garanta que eles saibam exatamente o que é esperado deles quando você mudar para uma nova forma de trabalhar.

 

Terá oportunidade de avaliar e adaptar as suas estratégias, observar, escutar e dar feedback. Não esquecer que as empresas são feitas de pessoas, um ativo que deve ser trabalhado e cuidado diariamente.

Outros Recursos

Plano Ação Negócio a 90dias

Neste Webinário terá acesso às ferramentas e conhecimento certos, e ao processo simples (não fácil) para trabalhar e adquirir verdadeiros hábitos de Planeamento para fazer crescer o seu negócio

Tome as Rédeas do Seu Negócio

Pretende-se com este e-book desconstruir o Plano de Ação do Negócio, através dum Processo e Ferramentas que vão permitir construir e implementar um verdadeiro Plano de Ação Base para que definitivamente deixe de ser levado pelo seu negócio, agindo de forma reativa e instintiva, e passe a comandar de forma proativa e decidindo o rumo, de acordo com o que quer e como quer!

Ler Mais »

Indicadores Financeiros

Quando se fala de indicadores financeiros, habitualmente evita-se o assunto e remete-se para especialistas de contabilidade e finanças. De facto, estes profissionais são amplamente entendidos na matéria. Isso não implica que não acompanhe e saiba o que lhe dizem os seus números. Para que possa aproximar-se sem medo ou hesitações, de documentos que habitualmente evita, o objetivo deste ebook é simplificar alguma informação, para que fique no controlo da situação e tome decisões sem receios e com algum conhecimento.

Ler Mais »

Os Nossos Programas

Oferta Formativa

Mentoria

De mão dada consigo
Saiba Mais

Cursos

O conhecimento certo
Saiba Mais

Workshops

A direção certa
Saiba Mais

Receba Gratuitamente o E-book – “Tome as Rédeas do Seu Negócio”

Inscrição

Não perca a oportunidade

O próximo Webinário: 

A Revolução industrial 5.0 – Os novos desafios das Vendas, da Gestão e Liderança

 decorre nos dias 13 e 14 de abril.
As inscrições estão abertas. Deixe os seus dados e receba informação exclusiva!